Epidemiologia da Covid-19

Resultados

ENSP-NOVA

Em destaque

 

Evolução das Áreas Críticas no Espaço e no Tempo

27 abr 2021

A COVID-19 não se distribui de forma aleatória. A forma como a infeção se dissemina no espaço e no tempo permite identificar padrões que podem indicar possíveis fatores que influenciam o aparecimento ou transmissão da infeção – por exemplo, densidade populacional, desemprego, ou zonas rurais vs zonas urbanas; e identificar as medidas de mitigação mais adequadas às características de cada região.

A Escola Nacional de Saúde Pública efetuou dois tipos de análises estatísticas espácio-temporais para entender o comportamento da infeção por SARS-CoV-2 em Portugal, ao longo do tempo.

  • A primeira análise tem como objetivo identificar as áreas críticas em Portugal para a COVID19, com base na incidência (casos novos por semana por 100 mil habitantes) e no risco relativo, que possibilita observar áreas com risco superior ou inferior ao que seria esperado, considerando a realidade nacional naquele período de tempo.
  • É possível também identificar a existência de áreas que não acompanharam o comportamento da infeção nacional. Ou seja, quando em Portugal os números da infeção mostravam uma tendência decrescente, em determinadas zonas do país a infeção não estava a decrescer à mesma velocidade e, em alguns casos, podia até apresentar uma tendência contrária.

 

A conjugação destes 2 indicadores, um mais espacial e outro temporal, é especialmente informativa, por permite identificar as áreas de maior gravidade, isto é, com valores superiores aos do país (mais altos no espaço) e com um padrão de crescimento da infeção ao longo do tempo (tendências temporais crescentes).

É importante reforçar que estas análises são indicadores de alerta: sinalizar as áreas que apresentam estes desvios permite, com maior rapidez, focar a análise no contexto local, para que se possa observar, com maior precisão, os possíveis fatores/causas que influenciam o comportamento da infeção. Para perceber a causa dos diferentes padrões espaciais/temporais terá que ser usado outro tipo de informação quantitativa e qualitativa a nível nacional, mas principalmente a nível local, entendendo os contextos locais e envolvendo os diversos parceiros.

 

 

Consulte: Evolução das Áreas Críticas no Espaço e no Tempo [ PDF 315KB ]

 

Consulte todas as Análises

Evolução das Áreas Críticas no Espaço e no Tempo [PDF 217KB ] 13 abr 2021
Os mais vulneráveis ao Coronavirus – Relatório Tecnico [PDF 1MB] 5 maio 2020
Semana 4 | Planear o levantamento das restrições: Quando e onde? [ PDF 681KB ] 23 abr 2020
Semana 3 | Modelação e pandemias: Como podemos enganar a matemática? [ PDF 887KB] 6 abr 2020
Semana 2 | Modelação e pandemias: Como podemos enganar a matemática? [ PDF 649KB ] 31 mar 2020
Semana 1 | Modelação e pandemias: Como podemos enganar a matemática? [ PDF 699KB ] 25 mar 2020
ENSP-NOVA faz previsão da Evolução da Covid-19 em Portugal | 18 mar 2020