Barómetro nos Media

ENSP-NOVA

26 de  junho

 

Por que é o Rt mais pequeno em regiões onde há mais casos?

  • Carla Nunes explica que este indicador diz “se estamos constantes, a crescer ou a descer no patamar [de casos] em que se está”. | Público

 

24 de  junho

Especialistas afastam cenário de novo “lockdown”

  • Portugal não está numa segunda vaga da covid-19, mas mesmo que  venha a estar, os especialistas excluem um segundo confinamento. Aumento de casos está a levar alguns países a repor restrições. | Jornal de Negócios

 

20 de  junho

Mais de metade dos portugueses em teletrabalho estão satisfeitos

  • Segundo os investigadores da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP), os dados de um estudo sobre teletrabalho do Barómetro Covid-19 podem estar relacionados com a perceção dos inquiridos de que as exigências de trabalho são maiores quando se está em teletrabalho (40%). | Record TV  Europe

 

18 e 19 de  junho

 Mortalidade acima do esperado no desconfinamento

 

 

16 E 17 de  junho

Mais de metade dos portugueses estão satisfeitos com o teletrabalho

 

Desconfinamento e abertura de fronteiras? Se relaxarmos podemos ter muitos problemas

  • Carla Nunes, diretora da Escola Nacional de Saúde Pública de Portugal,  considera que as fronteiras podem abrir, as pessoas podem circular, mas apela à consciência individual, mas também ao governo, concretamente no apertar das medidas de segurança. | Plataforma Media

 

15 de  junho

Covid-19: “As medidas têm de ser muito apertadas para começarmos a reabrir

  • Carla Nunes, Diretora da ENSP-NOVA, em entrevista com Pedro Pinto e Miguel Sousa Tavares, na TVI, sobre a evolução da pandemia em Portugal e noutros países europeus, numa altura em que se começam a abrir as fronteiras. | TVI

 

2 de  junho

Covid-19. Grupo de cientistas portugueses propõe roteiro serológico nacional

  • Projeto está pronto a arrancar e visa apurar a prevalência da doença em Portugal, a tempo de prevenir o embate de uma eventual segunda vaga. Estratégia assenta em duas vertentes: uma linha nacional e outra de âmbito local ou sectorial. | Expresso

 

Sem estado de emergência, Portugal teria tido o triplo das pessoas em UCI e SNS teria colapsado, diz estudo

  • O número de doentes graves com COVID-19 internados nas Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) seria o triplo na primeira quinzena de abril sem o confi Sem estado de emergência, Portugal teria tido o triplo das pessoas em UCI e SNS teria colapsado, diz estudo “Sem o lockdown decretado pelo Governo em meados de março de 2020, as unidades de cuidados intensivos dos hospitais do SNS | News Farma

 

1 de  junho

Covid-19: Infetados entre 70 e 79 anos têm um risco 10,4 vezes maior de ser internados em UCI

  • Covid-19: Infetados entre 70 e 79 anos têm um risco 10,4 vezes maior de ser internados em UCI As pessoas com idades entre os 70 e os 79 anos infetadas pelo novo coronavírus têm uma probabilidade de ser internadas em cuidados intensivos 10,4 vezes superior à de uma pessoa até aos 50 anos, segundo o Barómetro Covid-19. | Jornal  Médico | RTP 3 | TVI 24RTP |  Antena 1 | Expresso | Público | Sábado | Visão | Correio da ManhãDN  |  

 

30 de maio

Sem estado de emergência, Portugal teria tido o triplo das pessoas em Cuidados Intensivos e SNS teria colapsado, diz estudo

  • O número de doentes graves com COVID-19 internados nos Cuidados Intensivos seria o triplo na primeira quinzena de abril sem o confinamento imposto pelo Governo em 19 de março, segundo os especialistas da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP) | News Farma

 

29 de maio

Confinamento salvou vidas e evitou colapso dos cuidados intensivos

  • O número de doentes graves com COVID-19 internados nos cuidados intensivos seria o triplo na primeira quinzena de abril sem o confinamento segundo a Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP). | Diário de Coimbra | Alert | Observador

 

28 de maio

Medidas de confinamento evitaram sobrecarga do SNS em abril

  • Conclusões de mais um estudo, neste caso feito pela Escola Nacional de Saúde Pública, que diz que se o país não tivesse parado, teriam morrido mais pessoas e os hospitais teriam atendido o triplo dos doentes graves que receberam. | SIC jornal da noite  | SIC noticias | TVI 24 | Expresso


27 de maio

Diretora da ENSP-NOVA avança as melhores estratégias para combater a epidemia, em entrevista exclusiva ao Parlamento Europeu 

  • Face à situação dramática provocada pelo novo coronavírus no mundo, o The European Science-Media Hub (ESMH) – rede integrada de informação sobre Ciência do Parlamento Europeu – tem procurado conhecer a opinião de virologistas de renome e especialistas de diferentes países da Europa (COVID-19 interviews).   A Profª Carla Nunes foi a convidada da última semana de maio, partilhou na  entrevista o que considera serem as melhores estratégias no combater à epidemia da COVID-19.   | Entrevista integral (em inglês).

 

21 de maio

A Saúde Ocupacional e a pandemia da COVID-19: velhos problemas com novos desafios ou novos problemas com velhos desafios? (Opinião)

  • A Saúde Ocupacional e a pandemia da COVID-19: velhos problemas com novos desafios ou novos problemas com velhos desafios?  A atual situação pandémica que vivemos, de que é responsável o Coronavírus SARS-CoV-2, colocou na ordem do dia os aspetos da Saúde Ocupacional. | HealthNews

 

Vencer o medo e mudar (Opinião)

  • O vírus SARS-CoV-2 conseguiu colocar a saúde em todas as políticas e criar oportunidade para mudanças até hoje impossíveis de concretizar. Vencer o medo, recuperar a confiança e liderar em contexto de incerteza são os requisitos. | Público

 

19 de maio

72,2% dos profissionais de saúde com níveis médios a elevados de exaustão emocional

  • É urgente proteger a saúde dos que protegem a saúde, concluem investigadores Os últimos resultados do questionário de Saúde Ocupacional do Barómetro Covid-19, da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP), divulgados esta sexta-feira, revelam que mais de 70% dos profissionais de saúde apresentam níveis médios a elevados de exaustão emocional e burnout durante a pandemia | Tempo Medicina

 

14 de maio

Igualdade na Saúde para Todos (Opinião)

  • É imperativo proceder a um desconfinamento prudente, suportado por apoios sociais muito fortes para evitar as consequências da precariedade | Público

 

13 de maio

Estudo revela impacto da pandemia

  • Um estudo da Escola Nacional de Saúde Pública confirma o que já se receava: a pandemia está a agravar as desigualdades sociais. As pessoas com menos rendimentos estão a ser ainda mais penalizadas, como não podem deixar de trabalhar têm de gastar dinheiro em equipamento de proteção que, em alguns casos, é obrigatório. | SIC notícias

 

60% dos inquiridos sente dificuldades na aquisição de máscaras

  • Barómetro Covid-19 mostra que quem ganha menos está exposto ao risco de contágio da pandemia. | Renascença

 

“Para o ano vamos tentar que haja metade dos óbitos” – Entrevista a Alexandre Abrantes

  • Covid-19: “Para o ano vamos tentar que haja metade dos óbitos” Alexandre Abrantes Professor da Escola Nacional de Saúde Pública diz que é preciso garantir que o SNS continua preparado e equipado para novos picos epidémicos O Conselho Económico e Social realiza um ciclo de webinars para debater os problemas associados à crise provocada pela covid-19 | Público

 

O problema não é a doença, é a mortalidade. Se para o ano houver covid, vamos tentar que haja metade dos óbitos”

  • Professor da Escola Nacional de Saúde Pública, Alexandre Abrantes diz, em entrevista ao Público, que é preciso manter “uma reserva estratégica” no internamento e nos cuidados intensivos para absorver novos picos epidémicos da covid | Público online

 

12 de maio

Cuidados de saúde primários na era digital (Opinião)

  • As potencialidades da medicina digital para reduzir as deslocações dos doentes com maior risco de consequências graves da COVID-19, assegurando assim o acesso aos cuidados, colocam a utilidade destas tecnologias num patamar praticamente inquestionável.| Público

 

Pandemia aumenta fosso das desigualdades sociais em Portugal

  • Segundo o Barómetro Covid-19, as desigualdades sociais em Portugal agravaram-se por causa da pandemia. Cidadãos com menos recursos financeiros e menos escolaridade são os mais afetados. | Observador

 

11 de maio

Promover a saúde através dos “global goals” (Opinião)

  • Apesar de a pandemia nos afetar a todos de forma diferente, a sua resolução só é possível com uma intervenção ao nível global. Precisamos em tempos de Covid-19, mais do que nunca, de catalisar a solidariedade e políticas globais para um desenvolvimento sustentável.| Público

 

9 de maio

Famílias mais vulneráveis economicamente são mais afetadas pela pandemia

 

7 de maio

Os mais vulneráveis ao coronavírus: afinal, quantos são  (Opinião)

  • Para Carla Nunes e Pedro Laires – É imperativo continuar a fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para evitar a contaminação nas pessoas mais velhas e com doença crónica, custe o que custar. |Público

 

5 de maio

Covid-19: Sem medidas de contenção teria havido mais mortes e internamentos

 

3 de maio

Portugal: com sorte na crise do Coronavírus?

  • Alexandre Abrantes, Subdiretor da ENSP,   fala ao canal de televisão alemão ARD 1 sobre a forma como Portugal tem lidado com a crise do Coronavírus | ARD1 – Weltspiegel

 

2 de maio

Covid-19 “traz uma maior consciência da utilidade pública da investigação”

  • Carla Nunes, diretora da  Escola Nacional de Saúde, em entrevista à revista Exame, salienta a rapidez de adaptação dos investigadores no combate à pandemia. EXAME

 

Idosos os que mais faltaram a consultas e menos foram às urgências

  • Os idosos são os que mais faltam às consultas e os que menos vão às urgências em altura de pandemia. Os dados revelados hoje pelo Diário de Notícias fazem parte de um estudo da Escola Nacional de Saúde Pública. DN | RTP1

 

Jovens são quem mais refere ter começado a tomar ansiolíticos e antidepressivos

 

Se houve “excesso de mortalidade”,ela foi de quanto?

  • Investigadores têm vindo a publicar estimativas sobre o “excesso de mortalidade” no país durante a pandemia.| Público | TVI |

 

1 de maio

Não podemos ficar escondidos até chegar a vacina

  • Em entrevista, Carla Nunes, Diretora da ENSP-NOVA alerta que a normalidade só deve voltar daqui a um ano e temos de ir abrindo o confinamento a pouco e pouco | Sábado

 

29 de Abril

Como estão os profissionais de saúde? Dormem pouco, têm muita ansiedade e nem um terço se automonitoriza

 

25 de Abril

Portugal fechou a porta com mais força e antes de Espanha. E isso fez a diferença.

  • Com serviços nacionais de saúde idênticos e sujeitos ao mesmo vírus, a diferença entre os dois países está no tempo extra que Portugal ganhou com medidas de contenção e um cumprimento rigoroso de distanciamento social. | DN 

 

Barómetro Covid-19: Portugueses acham que têm menos risco de infeção um mês após confinamento e estão mais confiantes na capacidade de resposta das autoridades

  • Para os investigadores, a adaptação das pessoas a uma nova vida em confinamento pode ser uma explicação para esta alteração. Depois de um mês de confinamento, os portugueses consideram ter menos risco de infeção pelo novo coronavírus e demonstram maior confiança na capacidade de resposta dos serviços de saúde e do Governo. | Antena 1 | ExpressoCorreio da ManhãPúblico Sábado | RTP  | TVI 

 

24 de Abril

Covid-19: O medo terá levado à fuga das urgências, mas é altura de regressarmos à normalidade

  • Os números parecem não enganar: houve um decréscimo na procura dos serviços de saúde em Portugal, nomeadamente da urgência, desde que a pandemia chegou ao país. O Governo apresenta números trimestrais, que mostram que, por comparação com os primeiros três meses de 2019, houve uma quebra de 6,6 por cento nas consultas nos centros de saúde, de 5,7 por cento nas consultas hospitalares e de 5,3 por cento nas cirurgias | S+

 

22 de Abril

Covid-19: Maioria dos casos suspeitos em profissionais de saúde não são vigiados

  • O Barómetro Covid-19 da Escola Nacional de Saúde Pública revela que 60% dos casos suspeitos em profissionais de Saúde não foram submetidos a vigilância ativa e apenas 1/4 realizou o teste nas primeiras 24h. | S+

 

23 de Abril

Barómetro Covid-19. Região Centro mantém letalidade superior ao resto do país

  • A análise da Escola Nacional de Saúde Pública focou-se esta semana na mortalidade e letalidade por região e nos dados sobre a prevalência da doença por concelho. | Expresso

 

18 de Abril

Mulheres e pessoas em teletrabalho mais ansiosos e tristes com a pandemia

 

Confinamento levou ao maior consumo de álcool e comida pouco saudável

  • As mulheres são as que se assumem mais afetadas pela ansiedade provocada pela mudança de hábitos a que nos levou o covid-19. Esta é a conclusão da primeira edição do barómetro feito pela Escola de Saúde Publica da Nova, em parceria com o DN. | DN | RTP

 

Pandemia já afetou a saúde mental de mais de 80% dos portugueses

  • A pandemia já afetou a saúde mental de mais de 80% dos portugueses, em consequência do confinamento e distanciamento social. A conclusão é de um inquérito da Escola Nacional de Saúde Pública.
    Declarações de Sónia Dias, coordenadora do estudo. | Renascença |

 

17 de Abril

Número médio de contágios por infectado “está perto de um”, mas é cedo para reverter todas as medidas de contenção

  • “Há um decrescimento de R0 e isso é claro. O valor de um é a referência: um caso para um caso”, começa por explicar Carla Nunes, especialista em epidemiologia e estatística da Escola Nacional de Saúde Pública da Universidade Nova de Lisboa (ENSP-NOVA) | PÚBLICO

 

A Saúde Ocupacional e o risco de COVID-19

  • Barómetro Covid-19: Questionário Saúde Ocupacional O último estudo do Barómetro Covid-19 da Escola Nacional de Saúde Pública mostra que mais de 60% dos casos suspeitos em profissionais de Saúde não foram submetidos a vigilância ativa e apenas 1/4 realizou o teste nas primeiras 24h. | Postgraduate Medicine |

 

15 e 16 de Abril

Coronavirus: por qué Portugal tiene un número de fallecidos 32 veces menor que su vecino España (y el inusual papel de su clase política)

  • Prof. Alexandre Abrantes, em entrevista à BBC Mundo, fala sobre a diferença da taxa de mortalidade por Covid-19 entre Portugal e Espanha, dois países vizinhos | BBC 

 

Mais 60% dos casos suspeitos em profissionais não foram submetidos a vigilância ativa

  • O mais recente Barómetro Covid-19 da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP) revela que mais de 60% dos casos suspeitos em profissionais de saúde não foram submetidos a vigilância ativa e apenas 1/4 realizou o teste nas primeiras 24h | Tempo Medicina |Visão | Sol | SapoJornal de Notícias |TSF | Público | Jornal i

 

11 de Abril

O ex-ministro da Saúde e professor da Escola Nacional de Saúde Pública explica como podemos voltar ao normal no pós-covid19.Entrevista a Adalberto Campos Fernandes.

  • Prof. Adalberto Campos Fernandes, fala sobre vários temas ligados à pandemia como a política de máscaras, a mortalidade e o regresso à normalidade |Diário de Notícias 

 

10 de Abril

Inquérito revela que portugueses acreditam que contrair coronavírus “só acontece aos outros”.

  • Um inquérito da Escola Nacional de Saúde Pública, da Universidade Nova de Lisboa, concluiu que há portugueses que acreditam que contrair coronavírus só acontece aos outros. Segundo os dados, resultantes de 157 | Notícias de Sines | Noticias de Coimbra |

 

9 DE ABRIL

Barómetro COVID-19 lança questionário focado na proteção dos profissionais de saúde

  • O Barómetro COVID-19, projeto de investigação da Escola Nacional de Saúde Pública da Universidade NOVA de Lisboa (ENSP-NOVA), anunciou uma nova área de investigação, focada na Saúde Ocupacional dos profissionais de saúde | News Farma

 

8 de Abril

Somos todos cidadãos corresponsáveis pela saúde coletiva – entrevista a Vasco Ricoca Peixoto 

  • O surto pelo vírus SARS-CoV-2 fez ressurgir a questão da legitimidade do isolamento ou tratamento compulsivo | Jornal Médico

 

5 de Abril

Curva “Errática”” da Epidemia de COVID-19 em Portugal, intriga epidemiologistas

  • Carla Nunes, Diretora da ENSP-NOVA, comenta a curva da epidemia e destaca a variável mais difícil de medir: a dos contactos entre as pessoas | Público

 

3 de Abril 

Coronavírus – Idas às urgências dos hospitais caíram 45%

  • Os portugueses estão a evitar ir às urgências hospitalares por causa da pandemia. É o que revela um estudo elaborado pela Escola Nacional de Saúde Pública relativo ao mês de março. As idas às urgências dos hospitais caíram 45 por cento na comparação média com os últimos anos | Antena 1 – Notícias | Correio da Manhã | Público SOL

 

Estudo aponta taxa de letalidade do coronavírus de 2,3% em Portugal no mês de março

  • Trabalho “Um mês em tempos de covid-19” analisou os números da DGS desde o registo do primeiro caso de infeção. A pandemia de covid-19 em Portugal registou até 30 de março uma taxa de letalidade de 2,3%, com 187 mortes em 8. Correio da Manhã

 

Portugal terá 14 casos de Covid-19 por cada 100 em Itália, diz estudo

  • Balanço da ENSP-NOVA aponta para uma redução na taxa de crescimento de novos casos em Portugal e afastamento da realidade espanhola. Executive Digest

 

26 de março

Portugal mais rápido a tomar medidas do que Itália, Espanha e Reino Unido – estudo

  • Barómetro Covid-19, uma parceria ENSP-NOVA/Expresso, mostra que Portugal foi mais rápido a tomar medidas de combate à Covid-19 do que Espanha, Itália e Reino Unido – Visão | Rádio Renascença
  • Diretora da ENSP da NOVA, Professora Carla Nunes, na Grande Entrevista da RTP – RTP

 

23 de março

Barómetro vai acompanhar e analisar evolução da pandemia em Portugal

  • ENSP-NOVA lança questionário para acompanhar e analisar evolução da pandemia em Portugal –  Executive Digest| Sábado 

 

19 de março

Por cada 100 casos em Itália, Portugal terá 7

 

“Esta quinta-feira foi um bom dia estranho”

  • Carla Nunes, da ENSP-NOVA, fala dos principais resultados do modelo que estima que, em média, por cada 100 casos de covid-19 em Itália, Portugal terá sete casos |  Público